Sacramentos

O Sacramento é um sinal eficaz da graça divina. Os sinais são gestos, símbolos que nos indica algo, como por exemplo, a vela, a água. Através dos sinais chegamos mais perto de Deus.

Todos os sacramentos estão previstos na Sagrada Escritura, pois foram eles instituídos por Cristo. Com os sacramentos passamos a ser uma criatura nova, pois Cristo passa a estar dentro de cada um de nós. Como nos revela Paulo em Gálatas, 2: “ Não sou mais eu que vivo, mas é Cristo que vive em mim”.

Os sacramentos estão presentes em nossa vida desde o nascimento até a morte, e quando passamos a vivê-los, nos tornamos Reis, Profetas e Sacerdotes, principalmente quando recebemos o sacramento do batismo. Passamos a ser Reis quando exercemos a função de ajudar na construção do Reino; profetas quando exercemos a função de anunciar a palavra, dar o nosso testemunho; e sacerdotes quando estamos a serviço, ou seja, oferecemos louvores e sacrifícios a Deus.

Os sacramentos podem ser classificados em sacramentos da iniciação cristã, de cura e do serviço.

Os sacramento da iniciação cristã são o Batismo, a Crisma e a Eucaristia.

Quando recebemos o sacramento do Batismo ainda crianças, nos tornamos membros da Igreja, nos tornamos cristãos. Naquele momento, quando o padre derrama água em nossa cabeça, recebemos os dons do Espírito Santo e assumimos a nossa função missionária; pelo batismo somos os eleitos de Deus.

O sacramento da Eucaristia é o maior dos sacramentos, pois é o sacramento por excelência, afinal ali é o próprio Cristo que vive e reina. Este sacramento nos alimenta, nos dá força, e é o momento em que celebramos o mistério pascal – morte, paixão e ressurreição de Cristo Jesus. A Igreja pede que comunguemos ao menos uma vez ao ano para não perdermos o vínculo com o Ressuscitado, porém Deus é tão maravilhoso que podemos receber este sacramento todos os dias do ano.

A Crisma significa a confirmação do Batismo e através deste sacramento os fiéis passam a assumir verdadeiramente sua missão evangelizadora, como nos ensina 1 Cor 9, 16: “Ai de mim se eu não evangelizar”. Com o sacramento da Crisma assumimos Pentecostes, a descida do Espírito Santo sobre o seu povo.

Já os sacramentos de cura são a Reconciliação e a Unção dos enfermos. A Reconciliação, também chamada de Confissão é uma experiência da misericórdia e do amor de Deus para com cada um de nós. Ao recebermos este sacramento ficamos purificados, lavados para viver plenamente a graça de Deus.

O sacramento da Unção dos enfermos, sacramento do caminho, é dado aos doentes, a fim de permitir um alívio até mesmo na hora da morte.

E os sacramentos do serviço, que são o Matrimônio e a Ordem.

Ambos são sacramentos vocacionais, porém o Matrimônio é um chamado vocacional à santidade das famílias. Significa uma aliança feita entre o casal e o Senhor. Neste sacramento é onde exercitamos a vida missionária, pois é na família que encontramos a Igreja Doméstica.

E a Ordem é o sacramento vocacional para a vida sacerdotal. É um chamado de Deus para aqueles que sentem vontade de servir como pastor.

.

.

Alex e Priscila Pereira